Teve lugar nos passados dias 21 e 22 de Julho a 3ª e 4ª provas do Campeonato Nacional de achigã de margem.

Desta vez, ao contrário do que aconteceu na 1ª e 2ª provas, já sabia ao que ia, no entanto, havia a novidade da deslocação e estadia fora de casa, bem como das duas barragens onde se iam realizar as provas…

Com algumas expectativas em relação ao tamanho das capturas que poderia realizar (pois já tinha) falado com alguns colegas que por lá tinham andado no ano anterior, eu e o Nuno rumámos então para Vilarelhos, Alfândega da Fé, na sexta-feira, pouco depois das 16h.

Por volta das 20h começou para nós algo que é uma das coisas mais importantes que retiramos do campeonato – o convívio com os restantes atletas. Desta feita, foi um jantar com os amigos de Évora e de Arraiolos em Alfândega da Fé. Dirigimos-nos então depois ao posto de turismo para levantar as chaves da escolinha onde iríamos ficar, que nos foi “orientada” pelo amigo Paulo Pinto, do Vilarealense, a quem deixo mais uma vez os nossos agradecimentos.

Numa palavra para a escolinha dos Colmeais onde ficámos instalados – FANTÁSTICO! As condições eram espetaculares e o ambiente da casa muito acolhedor. Para quem estiver interessado em passar uns dias por estes lados não deixem de experimentar. Podem ver aqui os contactos.

Vista à saída dos Colmeais, a caminho da concentração

Vista à saída dos Colmeais, a caminho da concentração

Sábado de manhã, lá estávamos ás 6:15h no local da concentração para os sorteios.

Concentração para a 3ª prova do Campeonato Nacional de achigã de margem

Concentração para a 3ª prova do Campeonato Nacional de achigã de margem

Realizado o sorteio, eis que acontece mais coisa que iria ser novidade para mim – sair sozinho para as mangas! Isto porque tinham faltado alguns atletas, e estávamos em número ímpar. Isto até que poderia ser uma coisa boa, se eu conhecesse as barragens, mas assim era praticamente indiferente. Além disso, saí em último para o meu sector na manga da manhã, e em antepenúltimo na manda da tarde.

Ao contrário do que aconteceu nas primeiras duas provas, o céu estava limpo, e as temperaturas elevadas. Até aqui já tinha melhorado, agora só faltavam as capturas… 🙂

No Sábado de manhã a manga realizou-se na barragem de Vilarelhos. Com uma água bastante transparente, só mesmo depois de ter terminado a manga e me estar a ir embora do sector é que vi achigãs, e que achigãs! Eram uns belos troféus, mas durante toda a manhã, nem sequer uma picada tive! 🙁

Barragem de Vilarelhos - 1ª manga da 3ª prova

Barragem de Vilarelhos – 1ª manga da 3ª prova

Barragem de Vilarelhos - 1ª manga da 3ª prova - água clara

Barragem de Vilarelhos – 1ª manga da 3ª prova – água clara

Barragem de Vilarelhos - 1ª manga da 3ª prova - vista do sector em frente

Barragem de Vilarelhos – 1ª manga da 3ª prova – vista do sector em frente

Terminada a primeira manga, dirigimos-nos novamente para o local onde tinha sido a concentração, para o almoço.

Por esta altura já sabíamos que dos 23 pescadores presentes na prova, tinha saído um peixe com medida! 🙁

Felizmente o almoço em conjunto e o convívio ajudaram a esquecer o desaire da manhã e a carregar baterias para a manga da tarde.

Campeonato Nacional de achigã de margem - almoço 3ª prova

Campeonato Nacional de achigã de margem – almoço 3ª prova

16 horas. Inicio da segunda manga…

Barragem de Vilarelhos - 2ª manga da 3ª prova

Barragem de Vilarelhos – 2ª manga da 3ª prova

Poucos minutos após o início da prova, avisto um bom achigã a passear-se à minha frente… Os de tarde promete, pensei eu eu… mas estava enganado! Mais 3 horas a lançar e a mudar de amostras, novamente sem uma única picada! 🙁

No final, na entrega das fichas de captura da prova, mais um resultado surpreendentemente desanimador: nos 23 pescadores tinham saído 2 peixes com medida!

No entanto, eu e o Nuno acabámos o dia da melhor forma – em convívio no jantar com o pessoal do Paço de Arcos e os amigos José Miranda, David Ala, Hugo Santos e Manuel Martins. Saliento ainda o “copo” que ainda bebemos nesse dia depois de jantar com os mais resistentes! 🙂

Balanço da 3ª prova: 0 picadas, mas muito convívio! 😉

No Domingo à mesma hora, lá estávamos no local da concentração…

Desta vez já não fiquei sozinho, tendo calhado no sorteio que iria fazer dupla com o João Oliveira, do Paço de Arcos.

Infelizmente, não tenho muito mais a dizer sobre esta 4ª prova, pois para mim, para o Nuno, bem como para a esmagadora maioria do pessoal, foi a repetição do dia anterior – 0 picadas! 🙁

Na 4ª prova, saíram 5 peixes com medida no decorrer das duas mangas, num universo de 23 pescadores.

O balanço final destas duas provas é bastante mau em termos de resultados – 700km percorridos e ZERO peixes, mas para mim valeu a pena pelo convívio.

Esperemos que nas próximas duas provas corra melhor, e que o mesmo convívio se mantenha. Até Setembro!

Os interessados podem encontrar as classificações do campeonato aqui.

Veja aqui » Rescaldo final do Campeonato Nacional de Pesca ao Achigã de margem 2012

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus