Teve lugar nos passados dias 22 e 23 de Setembro a 5ª e 6ª provas do Campeonato Nacional de achigã de margem, desta vez na barragem do Roxo. Era a última etapa que faltava, chegando assim ao fim esta competição de 2012.

Tal como já tinha acontecido nas duas provas anteriores, eu e o Nuno partimos no dia anterior para Beja. Saímos de Coruche quase ás 19h, mas com uns telefonemas, e alguma sorte pelo caminho, conseguimos chegar a Évora mesmo em cima das 20h… mesmo a tempo para uma visita ás novas instalação da loja Pesca & Companhia! 🙂

À nossa espera, o amigo Duarte Rego, João Oliveira, Paulo Barroso, Manuel Cascalho e claro, o Luís Carriço (peço desculpa a algum colega que lá tenha estado e que não referi, mas já passaram uns dias, e é destes que me lembro;) ), que teria que nos aturar ainda até ás oito e tal, enquanto vasculhávamos os expositores em busca “da tal” amostra que iria garantir bons resultados daí a algumas horas na barragem do Roxo! 🙂

Seguiu jantarada em Évora, e só depois rumámos a Beja, onde íamos pernoitar. Chegámos por volta das 23:45… checkin, retirar sacos da carrinha para o quarto, 0:30.

Já esta eu prontinho para me “esticar”, quando o Nuno profere umas palavras do género “Não tenho sono. Havia era de ir organizar o material!”…

Aqui fica o resultado – desempacotar e organizar o material que tinhamos comprado para o dia seguinte, dia esse que começava ás 6:15 com a concentração para os sorteios. A brincadeira resultou em pouco menos de 4 horas de sono! 😀

A organizar material até à 1:20...

A organizar material até à 1:20…

Sábado, 6:15… com os olhos mais fechados que abertos chegámos à concentração. Desta vez, em sorteio calhou-me o colega Manuel Martins.

Lá partimos para mais uma manga, com a esperança que a sorte desta vez não fosse a mesmo que tivemos em Vilarelhos…

Chegados ao sector, deparámos nos com uma barragem com o nível da água muito em baixo, e onde aparentemente, mesmo a 10 ou 12 metros da margem, a profundidade parecia não ir além dos 2 metros…

Margem da barragem do Roxo - Beja

Margem da barragem do Roxo – Beja

Mais de uma hora de prova e nada… nem uma picada…

Começou a vir à memória a fatídica prestação da 3ª e 4ª provas…

Mas eis que o amigo Manuel Martins quebra a monotonia, com um espécimen no mínimo insólito!

Não, não foi um peixe... era uma armadilha para lagostins!

Não, não foi um peixe… era uma armadilha para lagostins!

E por falar em lagostins, destes nem sinal em toda a manhã – nem vivos nem mortos!

Fim da manga da manhã. Resultado – um grande ZERO!

Almoço e convívio com eles… aí sim, a coisa correu como eu e o Nuno gostamos! 😉

A aguardar os resultados do sorteio para a 2ª manga do Sábado

A aguardar os resultados do sorteio para a 2ª manga do Sábado

A 2ª manga teve inicio ás 16:30. Novo sector, aparentemente com zonas com mais profundidade.

Uma coisa pelo menos já foi melhor: os que estavam na mesma zona que nós fizeram algumas capturas sem medida… Ainda não era o que todos queríamos, mas pelo menos já era melhor que nem picar. Eu apenas tive uma ou duas picadas com vinis, mas tudo peixe pequeno.

Mais uma vez, o vento marcou presença, e a acção de pesca ficou mais difícil…

Ondulação provocada pelo vento

Ondulação provocada pelo vento

Com o final da manga marcado para as 19:30, por volta das 19h já eu, o Manuel Martins, o João Lopes e o Nuno Correia estávamos a começar a arrumar, tal era a desilusão… Já o João Oliveira continuou a insistir, e colheu os frutos com um primeiro lugar na manga com duas capturas acima dos 27cm.

Um dos dois exemplares que o João capturou já depois das 19:10

Um dos dois exemplares que o João capturou já depois das 19:10

19:30 – final da manga e da 5ª prova do Campeonato Nacional de pesca ao achigã de margem.

19:30 - final da 5ª prova

19:30 – final da 5ª prova

Enquanto se íamos concentrando antes de partir regressar a Beja, lá nos íamos inteirando de como tinha sido a manga da tarde para os restantes participantes. Com alguns com capturas válidas entre vários pescadores, sobressaía a captura do amigo Paulo Barroso, com 40,2cm, e que lhe dava tranquilidade para a obtenção do título de Campeão Nacional para 2012.

Paulo Barroso com o seu achigã de 40,2cm, pelas 18:50

Paulo Barroso com o seu achigã de 40,2cm, pelas 18:50

Este foi o achigã que assegurou o título e que o Paulo seguramente não irá esquecer!

O momento que assegura o título

O momento que assegura o título

Assegurado o 1º lugar do campeonato, faltava a 6ª e última prova, ainda com o 2º e 3º lugar em discussão entre o Pedro Piteira e o Manuel Cascalho.

Infelizmente, por motivos profissionais, o Nuno não conseguiu estar presente na 6ª prova, tendo esta nossa aventura terminado aqui.

Sei apenas que no Domingo, devido ao mau tempo, a prova chegou a estar interrompida durante 1 hora…

Da esquerda: Paulo Barroso, Campeão Nacional e Pedro Piteira, Vice-Campeão

Da esquerda: Paulo Barroso, Campeão Nacional e Pedro Piteira, Vice-Campeão

Parabéns aos campeões!

Infelizmente, não tenho qualquer registo fotográfico do amigo Manuel Cascalho, que terminou o Campeonato em 3º lugar.

Se alguém tiver mais fotografias ou quiser partilhar a história da 6ª prova, teria muito gosto em publicá-las aqui.

Tabela de classificação final do Campeonato Nacional de pesca ao achigã de margem 2012.

Resta-me agradecer a todos os que participaram e privaram comigo e com o Nuno! Até para o ano!!

Relacionado:

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus