Lagostins Vilecraw da Biospawn - disponíveis através da www.onefishplus.com

Numa tentativa de aproveitar um dos possíveis últimos fins de semana com um tempo espectacular, neste fim de semana que passou aproveitei para pescar nos dois dias, antecipando também a mudança da hora que ocorria de sábado para domingo, o que me vai impossibilitar de pescar durante a semana depois de sair do trabalho. A partir de agora, pesca só ao Sábado e Domingo.

Assim, no Sábado, e tendo apenas uma hora disponível para pescar (já tinha compromissos marcados a partir das 17h), fui até ao meu açude preferido, para experimentar umas amostras novas, que comprei na segunda-feira da semana passada.

Embora já tenha chovio, e se note que a água do açude subiu um pouco, continua a ter pouca água. No entanto, parece que o pouco que choveu já provocou algumas alterações nos comportamentos dos achigãs, não estando a ferrar tão bem como estavam umas semanas antes.

Depois de ter passado cerca de 10 ou 15 minutos a “brigar” com a cana de casting, que tinha o fio danificado de uns lançamentos que tinha feito na passada terça-feira para testar um jig que tinha comprado. Tive assim que retirar todo esse fio, pois estava a enrolar constantemente o fio nesse local. Feito isso, fiz alguns lançamentos com um jerkbait que havia comprado, mas no local onde estava (o do costume), estava constantemente a tocar no fundo e a trazer ervas… Passei então para um pequeno crankbait para Shallow water (baixios), que havia comprado na minha última incursão à Decathlon, e que ainda não tinha experimentado. Foi tiro e queda! 🙂 Ao segundo lançamento, consegui ferrar um belo exemplar, que deveria ter algo entre as 300 e 400 gramas, que deu uma luta espectacular, graças também à necessidade que tinha de trabalhar a amostra com a cana completamente na vertical, para evitar que tocasse no fundo e apanhasse erva.

1º exemplar com o pequeno crankbait Shallow water

1º exemplar com o pequeno crankbait Shallow water

Crankbait Shallow water

Crankbait Shallow water

Depois de fotografar e libertar o peixe, arrumei o estojo e lá voltei para casa, todo satisfeito! 🙂 Já tinha valido a pena aquele bocadinho! 😛

No Domingo, e tal como estava combinado, o Nuno foi ter comigo por votla das 16h (hora nova), para irmos aproveitar mais um belo dia de Outono.

Como o objectivo era experimentar todas as novas amostras que tinhamos comprado na segunda-feira da semana passada, resolvemos ligar a um amigo nosso que tem uns açudes pouco pescados 😉 (onde apanhei o de 1,2Kg) para tentar apanhar algum peixe mesmo perdendo algum tempo a trocar de amostras.

Resolvemos não ir ao açude onde apanhei o meu maior exemplar deste ano até ao momento (só para o Charrua não ficar com pena e não ter desculpa quando la formos), e fomos a outro, um pouco mais pequeno, mas que segundo ele, também tinha peixe.

Apesar de não termos apanhado nenhum peixe com mais de 500 gramas, foi uma aposta ganha, pois em apenas uma hora, e sem andar praticamente nada (o açude era mesmo pequeno), conseguimos apanhar cerca de 15 achigãs cada um!!

Experimentámos todas as novas amostras: jigs, crankbaits, spinnerbaits, jerkbaits e vinis – todas apanharam peixe, com excepção do jig, mas eu desculpo-o porque nem eu já o via, quanto mais o peixe!! 😀

Primeiro achigã do dia - o Nuno começou com a cana de spinning...

Primeiro achigã do dia - o Nuno começou com a cana de spinning...

Um dos maiores exemplares da tarde

Um dos maiores exemplares da tarde

Mais um bom exemplar, ainda com a cana de spinning

Mais um bom exemplar, ainda com a cana de spinning

Por esta altura, já eu tinha começado a pescar com a minha cana de casting (também comecei com a de spinning, mas dos vários peixes, apesar de todos terem medida, nenhum tinha um tamanho de destaque)…

O meu primeiro achigã com o novo crankbait da Rapala

O meu primeiro achigã com o novo crankbait da Rapala - cana de casting

Mais um...

Mais um...

O meu melhor exemplar da tarde - o peixe aqui era todo bastante claro...

O meu melhor exemplar da tarde - o peixe aqui era todo bastante claro...

Entretanto, o Nuno resolveu passar também para casting… Com o aproximar da noite, o peixe começou a deixar de cair com as amostras rígidas, e começamos a pescar com vinis.

Primeiro exemplar do dia em casting para o Nuno

Primeiro exemplar do dia em casting para o Nuno

Um dos últimos peixdes do dia... já só faltava a lanterna!!!

Um dos últimos peixes do dia... já só faltava a lanterna!!!

Primeiro da tarde com vinil - Flaping Hog

Primeiro da tarde com vinil - Flaping Hog

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus