O artigo de hoje é da autoria do meu amigo David Amado, conhecido de todos através dos Achigãs de Portugal, a quem deixo o meu agradecimento pelo relato.

Decorreu no passado Domingo, 22 de Março de 2015, a III Edição do Open Cijara Extreme, possivelmente a maior prova de margem da Europa.
Assim como na edição anterior, este ano também, por motivos pessoais, não nos foi possível treinar nos 5 dias anteriores à prova; então combinámos como é habitual com uns amigos e grandes pescadores espanhóis, Mustapha Karim, António Barroso e Miguel Sanchez, uma pescaria no sábado na barragem de Garcia Sola abaixo da barragem de Cijara.

Este ano tivemos uma nova e agradável companhia, o amigo José Nunes que se juntou ao grupo Achigãs de Portugal André Jones, Pedro Piteira e David Amado, todos da Team Modern Angler (um especial agradecimento ao amigo Armando Sousa).
Fizemos-nos à estrada sexta-feira de madrugada para aproveitar o dia de sábado da melhor maneira.

David Amado - Team Modern Angler

David Amado – Team Modern Angler

Chegada a Garcia Sola no sábado bastante cedo, sem vento e com o tempo encoberto e chuvoso, tentámos com ajuda dos nossos amigos, procurar uma zona idêntica à que íamos encontrar em Cijara no dia seguinte.

André Jones - Team Modern Angler

André Jones – Team Modern Angler

Depois de alguns lançamentos percebemos as dificuldades que iríamos enfrentar, muitos ataques de lúcios à superfície e poucos achigãs. Mas sempre deu para encontrar um padrão, divertirmos-nos mas ao mesmo tempo ficámos um pouco apreensivos pois os lúcios como estavam muito ativos empurravam os achigãs para os baixios.

Pedro Piteira - Team Modern Angler

Pedro Piteira – Team Modern Angler

Mas há que saber tirar partido de um dia de pesca, quer se capture ou não, aprende-se sempre algo e encontram-se novos amigos, esse é o meu espírito.

Passámos um dia maravilhoso, para mais tarde recordar.

Grupo do sábado

Grupo do sábado

Nessa mesma noite fomos ter com os amigos da NorBass, que já conhecemos das provas de Portugal e mais uma noite para recordar e contar episódios nas próximas provas.

Jantar com os membros da BorBASS

Jantar com os membros da NorBASS


Chega então o grande dia, Domingo, dia do verdadeiro sentido da palavra Extreme, pois a zona de pesca é muito batida, o terreno acidentado, 417 pescadores e penso que não seja a melhor altura do ano para uma prova destas mas como diz o presidente Quique Martinez, isto é realmente uma prova única, uma prova levada ao extremo. Deixo também aqui uma palavra de agradecimento a Quique Martinez e sua equipa que tem uma organização fantástica e principalmente o entusiasmo como tratam os portugueses.

Este ano a prova bateu o seu record com 417 pescadores entre os quais havia quase 100 portugueses. Inicia-se a prova e a loucura começou, imaginem 417 pescadores a correrem com as suas canas e mochilas tudo ao mesmo tempo…..só indo uma vez a este torneio para sentir a adrenalina! (recomendo)

Só um cheiro para verem como é III OPEN CIJARA EXTREME até se agarra medo….;)

Posted by David Amado on Segunda-feira, 23 de Março de 2015

Depois de uns bons Km´s chegámos ao local que achámos indicado para apanhar uns achigãs.
Durante a primeira e segunda hora penso que só o André Jones apanhou um peixe mas sem medida.
O tempo voava e eram poucos os achigãs capturados, todos sem medida e alguns lúcios, apesar de termos ido para os tais baixios.
Ao aproximar-se o final da prova e com alguns Km´s para fazer decidimos mudar a táctica mas em vão já não conseguimos achar um padrão para capturar achigãs com medida.
Ao terminar a prova não levámos nenhum peixe à pesagem, mas valeu pela experiência, por novos amigos, novos momentos, novos encantos.

André Jones, David Amado e Pedro Piteira no Open Cijara Extreme

André Jones, David Amado e Pedro Piteira no III Open Cijara Extreme

Há que salientar que dos 417 pescadores apenas 88 fizeram capturas, destaque para a melhor posição de um português foi Alexandre Velez com 2 peixes no total de 3.230kilos.

A Bass Extreme é uma experiência única!

Participar em provas de competição não é apenas competir, mas sim mais aprendizagem, de forma a fazer-nos crescer como pescadores.

Para terminar deixo aqui 3 agradecimentos ao amigo Alberto por me ter convidado a escrever para o seu site, aos meus amigos de estrada e claro ao meu pai Manuel Pascoal que me incutiu este gosto fantástico pela pesca.

Obrigado
David Amado

David Amado

Um dos fundadores do grupo Achigãs de Portugal, desde sempre lutou e divulgou a filosofia de pescar e libertar.

More Posts - Facebook