Lagostins Vilecraw da Biospawn - disponíveis através da www.onefishplus.com

Pois é, estava eu a terminar de relatar a história da 1ª pescaria embarcada, quando chegou aqui a casa o Nuno, para irmos pescar…

Desta vez, não me apetecia ir novamente ao açude do dia anterior, pretendia pescar num local o mais novo para mim possível, de forma a testar a minha capacidade de adaptação a novos locais, e diferentes comportamentos dos peixes.

Foi então que decidimos ligar a um amigo nosso que tem um pequeno açude perto de casa, onde pouca gente pesca, que tem sempre alguns patos e, onde no passado já tinha pescado uma ou duas vezes, sempre sem sucesso… O ideal para testar os meus novos Swimming Senkos (pensei eu, visto que no passado não pescava com vinis), que comprei no outro dia na mesma loja onde o Nuno comprou a sua nova cana de casting…

Chegados ao açude, lá efectuamos vários lançamentos, mas sem ter uma única picada (e o Nuno lá ira enrolando e desenrolando o fio do seu carreto de casting… 😀 ).

Resolvi então deslocar-me até uma zona menos acessível, onde existiam bastantes troncos e árvores caídas na água, e onde a copa dos salgueiros também tocavam na água, enfim, se não estivessem ali, não estavam em mais lado nenhum!

E foi uma aposta ganha! Bastou-me deixar cair a amostra dentro de água, a menos de um metro da margem, e acabava de ferrar um grande exemplar, com mais de 1Kg! Com o ritmo cardíaco acelerado, como acontece nestas situações :), distanciei-me o mais possível da margem, para evitar que o achigã caísse novamente para o açude, e em boa altura o fiz, pois o fio acabou por ceder no nó do anzol! Uns gritos de alegria, e lá fui ter com o Nuno que estava do lado oposto, para fazermos umas fotos, e de seguida libertarmos o peixe:

 

Maior achigã de 2009

Maior achigã de 2009 - cá estou eu completamente realizado! Passei a barreira do Kg!

 

Maior achigã de 2009 - pormenor da boca

Maior achigã de 2009 - pormenor da boca

 

Depois desta sessão fotográfica, como de costume, devolvemos o peixe ao açude, esperando que para o ano nos possa proporcionar novamente um bom momento de pesca, e que ainda esteja maior!

Depois disto, fomos os dois para o local onde apanhei este exemplar e, vá-se lá explicar isto, o Nuno acabou por perder mais dois grandes peixes, tendo em ambos os casos partido a linha, ainda antes de conseguir retirar os peixes da água! O primeiro não sei, devia ser parecido como meu, mas o segundo ainda o vi com as costas de fora de água, e era garantidamente o maior achigã que vi ao vivo até hoje! Devia ser um peixe para mais de 1,5Kg.

Tentámos arranjar várias explicações para o ocorrido: nó mal feito no anzol, defeito da linha, mas no final, acabámos por perceber! Ele estava a pescar com um monofilamento para 3Kg, e tinha a embraiagem do carreto totalmente bloqueada!!! Ggggggrrrrrrr!!!!!

Swimming Senko
Artigos relacionados: Maior achigã de 2010

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus