Saber quais as amostras indicadas para a época do ano em que nos encontramos, embora não seja garantia de sucesso, é sem dúvida uma grande ajuda para qualquer pescador de achigã, que dessa forma pode concentrar a sua atenção num menor número de amostras, evitando distracções com amostras “menos indicadas”.

Esta informação torna-se ainda mais relevante no caso da pesca de margem e/ou pato, pois nessas condições quanto menos peso tivermos que carregar melhor. Desta forma, ao sabermos quais as amostras mais indicadas em determinado momento, podemos organizar o estojo com base nessas amostras, não sendo necessário carregar com outras que eventualmente não terão tão bons resultados.

Durante este ano estou a efectuar um artigo no inicio de cada mês, onde indicarei quais as amostras mais indicadas para esse mês. Com o intuito de tornar esta informação o mais relevante possível, e o mais credível possível, as amostras que indicar, serão as amostras que nos últimos 4 anos (2010 a 2013), foram indicadas pelos Pros norte americanos, na revista BASSMASTER, como sendo as amostras que eles utilizam. Desta forma, poderemos ver quais as amostras que TODOS utilizam, e as amostras que apenas alguns utilizam.

Ao contrário do que acontece nos artigos dessa revista, não irei indicar especificamente a marca ou modelo da amostra, mas indicarei apenas o seu tipo, pois não é minha intenção dar mais relevância a umas marcas em detrimento de outras.

Aqui fica o nono artigo das melhores amostras do mês.

Melhores amostras para o mês de Setembro

ANO Pescador Amostra 1 Amostra 2 Amostra 3 Amostra 4
2010 Terry Scorggins Crankbait até 4m de profundidade Amostras de vinil tipo minhoca ou lagarto Minhoca de vinil tipo “worm” de grandes dimensões (7″ ou superior) à Texas Crankbait sem pala (lipeless)
2011 Ott DeFoe Buzzbait Crankbait de pala quadrada até 1,5m de profundidade Amostra vinil para flipping e pitching Sapo de corpo mole
2012 Terry Scorggins Popper Crankbait sem pala (lipeless) Jig com atrelado Umbrella rig
2013 Todd Faircloth Jig com atrelado Crankbait sem pala (lipeless) Crankbait de pala quadrada até 1,5m de profundidade Popper

As escolhas das amostras para este mês são muito variadas, não sendo possível encontrar uma amostra com uma escolha unânime entre todos os profissionais. No entanto, existe uma que se destaca, por fazer parte da escolha de 3 dos 4 pescadores profissionais – os cranckbaits sem pala, ou Lipeless canckbaits.

lipeless crankbait - crankbait sem paleta

Lipeless crankbait – crankbait sem paleta

Outra variável que se pode observar é o facto de 3 dos pescadores utilizarem amostras de superfície. Apesar de nem todos indicarem o mesmo tipo de amostras, eles admitem que esta é também uma boa forma de pescar em Setembro. A escolha mais comum são as Poppers, mas aparecem também buzzbaits e sapos.

Mencionadas também 2 vezes, além das Poppers, são os crankbaits até aos 1,5m de pala quadrada (shallow cranks), os jigs com atrelado e as minhocas de vinil.

Apenas um pescador admitiu utilizar cranckbaits de média profundidade (até 4m) e outro mencionou também a utilização de umbrella rigs.

Quanto a esta última, chamo a atenção para a lei portuguesa, que não permite a utilização de mais de 3 anzóis ou fateixas, pelo que não é legal utilizar-se em Portugal umbrellas com mais de 3 anzóis. Isso não é motivo para não as usarmos, visto que existem versões apenas com 3 braços, e outras que têm 5 braços, mas apenas um deles leva uma amostra com anzol ou fateixas, como é o caso das Boo rig e Teaser rig.

Conclusão

Setembro marca a transição das estações. É o início do Outono, e os achigãs começam a preparar-se para o período mais letárgico que se segue – o Inverno.

É, à semelhança da Primavera, uma altura bastante produtiva. Os achigãs ficam mais activos e é possível efectuar bastantes capturas com as mais variadas técnicas, visto que nem todos os peixes se encontram no mesmo estado ao mesmo tempo, ou seja, alguns começam a preparar-se mais cedo que outros, sendo assim possível encontrar peixe nos vários estados da transição para o Outono.

Paulo Barroso é um amante das poppers e sobretudo desta Yellow Magic que lhe deu este excelelnte exemplar

Paulo Barroso é um amante das poppers e sobretudo desta Yellow Magic que lhe deu este excelente exemplar

Pessoalmente, encaro esta altura como a última oportunidade do ano para pescar de forma que me dá mais prazer – com amostras de superfície!

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus