Hoje trago-vos o balanço das minhas mini-férias, aproveitando o feriado da passada sexta-feira, 10 de Junho. Apesar de ter estado por casa durante toda a semana, o tempo não ajudou, pelo que dos 8 dias, apenas pesquei 3 dias – sexta, sábado e domingo! 🙂

Na sexta-feira, de tarde, efectuei uma pequena incursão, sozinho, a alguns pequenos açudes nos quais não pescava à algum tempo. Dos 4 açudes que visitei, apenas num deles não tive nenhuma captura. Nos outros 3 apanhei uma média de 3 peixes em cada um. Aqui fica o registo fotográfico deste dia:

 

Maior achigã da tarde

Maior achigã da tarde

 

Último achigã da tarde

Último achigã da tarde

 

No Sábado, fui pescar para um açude completamente novo para mim, e desta vez tive a companhia do meu pai, que se dedicou ás percas. Apesar de apresentar um boas condições para os nossos amigos achigãs, com várias zonas com uma extensa cobertura de vegetação e uma água com boa visibilidade, este dia não foi o melhor para mim. Apenas 3 peixes pequenos, praticamente sem atingirem os 20cm… Nem sequer tirei fotos.

No Domingo, levantei-me por volta das 4:45h da manhã (nada normal para mim!), pois tive o convite para ir efectuar uma pescaria a um açude particular, onde deveria ter então hipótese para efectuar uma boa pescaria, tanto em quantidade como em qualidade!

No entanto, a manhã não começou muito bem, e por volta das 8:40h, com apenas 4 peixes com não mais que 21cm cada, o colega Firmino nos levou para outro local, esse sim realmente particular!

Tínhamos aí cerca de 3 açudes a não mais que 600 metros de distância entre eles, todos com peixe, sendo que apenas se pescou em 2 deles. No primeiro penso que praticamente todos apanharam peixe, no entanto, o tamanho continuava a não ser o esperado – dos mais de 10 que apanhei, nenhum deveria ter mais que 24cm. No entanto, foi nesse açude que foi capturado o maior do dia, por um dos 8 colegas do grupo, esse sim, certamente com mais de 35cm.

Já no segundo açude, continuei com um bom número de capturas (mais de 10), e obtive também o meu melhor exemplar do dia – um palmeirão, que já mereceu registo fotográfico 🙂

 

Maior achigã do dia

Maior achigã do dia

 

Assim, no Domingo tive um dos melhores resultados de sempre em termos de quantidade – mais de 30 achigãs. Que venham os exemplares de grande porte a partir de agora! 🙂

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus