… Este artigo começa com reticências por um motivo muito simples… Muitos dos meus queridos leitores estarão agora a pensar: «Hummm… Quem foi Ken Cook…?»…

Adivinhei? Aposto que nem um em cada dez sabem. Ou então, já viram a notícia da sua morte no Facebook, onde as mensagens de RIP e de homenagem foram aos montes no dia 8 de janeiro.

A nossa falta de conhecimento sobre este mundo da pesca desportiva profissional nos EUA soa-me um pouco incompreensível… Não me levem a mal, mas aquela é a pátria do nosso peixe e da competição, é dali que vem mais de 90 por cento da informação e da indústria ligada à nossa pesca, não seria de tentarmos estar a par do que se passa por lá? Eu acho que sim e dou o exemplo.

f20Pois bem… Ken Cook era um biólogo que trabalhava em pisciculturas para o Departamento de Vida Selvagem e Conservação do Estado de Oklahoma, nos EUA, quando um dia, como muitos de nós, acreditou no sonho e entrou para um chapter da BASS acabando por se apaixonar pela nossa pesca. Tornou-se pescador desportivo profissional, em 1980, depois de vencer o Bassmaster Chapter Championship, no Grand Lake, no seu Estado natal (palco do próximo Bassmaster Classic).

Mas foi em 1983 que consolidou esse seu novo modo de vida dando nas vistas, com uma vitória no Super BASS, onde amealhou 100 mil dólares, o que o colocou numa posição muito elevada do ranking da altura, sendo o primeiro pescador a atingir uma verba desta envergadura num só ano.

As estatísticas mostram a sua consistência, os seus altos e baixos, de destacar que venceu um Bassmaster Classic, em 1991, tendo-se apurado para esta prova rainha 14 vezes ao longo de uma carreira com mais de 300 provas. Uma em cada dez provas em que participou conseguiu ficar no top 10, é obra! Provavelmente todos temos uma noção de como é difícil conseguir uma marca destas no meio de nomes tão sonantes deste nosso desporto.

swimbait

Passou pela Europa para competir no Eurobass Cup em 2006, em Ricobayo, Zamora, Espanha, tendo ajudado a equipa americana a vencer mais uma vez.

IMG_6730Era uma pessoa respeitada no meio, Ray Scott, sempre que o tinha em palco, enaltecia o seu grau universitário e a sua anterior profissão, de facto, deveria ser uma honra contar nas suas provas com alguém que percebia de achigãs como poucos…

Em 2009 abandonou a competição mas ainda tinha uma vida muito ativa como guia de caça.

Foi um ataque de coração que lhe pôs termo aos dias de pesca e de caça…

Que descanse em paz.

Herminio Rodrigues

Hermínio Rodrigues é um pescador que se tem dedicado muito à formação de pescadores de várias formas: através dos dois livros que publicou e de muitos artigos que publicou e que publica ainda sempre que pode. Faz ainda palestras, demonstrações e ações de formação para pescadores e visita escolas que o convidam para introduzir os mais novos na pesca desportiva, especialmente de achigã.

More Posts - Facebook