NOVAS USM da b8lab - disponíveis através da www.onefishplus.com

Teve lugar, no passados dias 17 e 18 de Maio, na barragem da Guiné – Monfortinho, as primeiras duas provas de pesca ao achigã de margem, do circuito de margem da BASS Nation Portugal, tendo marcado presença nestas duas provas 29 dos 31 pescadores inscritos, tendo-se apresento em prova todos os elementos da equipa de margem dos nrwebdesign.com – Alberto Nunes, Tiago Ramalho, Nuno Duarte, Nuno Charrua e Pedro Silva.

Depois do sucesso na prova experimental no ano passado, na mesma massa de água, as expectativas eram grandes.

Com um regulamento inovador no nosso país, este ano existiam algumas melhorias, nomeadamente a hipótese do pescador poder fazer deslocações mesmo tendo peixe na manga por pesar. Para o efeito, no breafing, foram entregues sacos plásticos a todos os pescador, dessa forma, quem tivesse peixe na rede por pesar, mas se quisesse deslocar para outro pesqueiro, poderia fazê-lo, bastando para tal encher o saco com água e colocar a rede com o peixe dentro desse saco.

troféuFoi ainda introduzida a penalização de exemplares que fossem apresentados à pesagem com menos de 25cm, dando assim uma margem de 2cm para a medida a partir da qual os peixes já pontuavam – 27cm.

À semelhança do ano passado, existiam 4 equipas de fiscais/controladores para efectuarem as pesagens e que mais uma vez fizeram um excelente trabalho! Apesar das adversidades da geografia do terreno e da vegetação densa que dificulta e muito a mobilidade, foram incansáveis sempre que solicitada a sua presença para a pesagem dos exemplares, que dessa forma eram retidos por períodos de tempo reduzidos.

Outra das novidades para este ano é a presença, em cada uma das provas, de uma equipa de filmagens, que fez e irá fazer a cobertura de todas as provas, que irão posteriormente ser transmitidas na RTP2.

As Provas

A barragem da Guiné diferencia-se de muitas outras pelas margens de vegetação densa, que dificultam bastante as deslocações, um relevo acidentado e, ser uma massa de água com bastante peixe. Assim, e recorrendo à mesma “estratégia” do ano passado, aquando da partida deixamos que todos os outros participantes se pusessem em marcha, para depois arrancarmos. Tal como no ano passado, acabámos por ficar na parte mais baixa.

Da esquerda: Tiago Ramalho, Nuno Charrua, Pedro Silva, Nuno Duarte

Da esquerda: Tiago Ramalho, Nuno Charrua, Pedro Silva, Nuno Duarte

No sábado a prova teve inicio pelas 13 horas. Capturei o primeiro achigã com medida menos de 10 minutos depois de ter começado a pescar. Julgo que a grande maioria dos pescadores conseguiu apanhar o primeiro peixe, com ou sem medida, nos primeiros 5 ou 10 minutos de prova.

Estava a fazer uma pesca ao meu jeito – senko sem peso em zona com bastante erva. Infelizmente, com o avançar da tarde, os peixes maiores devem ter recuado para águas mais profundas, e no local onde fiquei só voltei a capturar peixe sem medida, maioritariamente na casa dos 25cm. Fiquei-me assim pela captura de um único exemplar. Entretanto, o resto da equipa estava a ter um pouco mais de sorte, com excepção do Tiago, cujo peixe morreu após a pesagem, tendo sofrido uma penalização de 1000 pontos…

Pesagem de um achigã por um controlador

Pesagem de um achigã por um controlador

Já no final da prova, o Silva resolveu abrir um caminho com o seu canivete suíço para chegar a uma zona extremamente baixa, onde se ouviam alguns peixes a atacar à superfície. O esforço rendeu-lhe o melhor exemplar da 1ª prova, com 1,210Kg.

Terminámos assim a 1ª prova com as seguintes posições:

6º – Nuno Duarte

10º – Pedro Silva

16º – Nuno Charrua

27º – Alberto Nunes

29º – Tiago Ramalho

O pódio da 1ª prova:

1º - João Feria, Crazybass

1º – João Feria, Crazybass

2º - Paulo Duarte

2º – Paulo Duarte

3º - Manuela Gonçalves, Crazybass

3º – Manuela Gonçalves, Crazybass

Maior exemplar (1,210Kg): Pedro Silva, InteressesPessoais

Maior exemplar (1,210Kg): Pedro Silva, InteressesPessoais

Nesta 1ª prova houve 15 pescadores a conseguir atingir o limite dos 5 peixes, sendo de salientar que não existiu nenhuma grade!

No domingo, teve inicio pelas 8 horas a 2ª prova. Nesta a história já foi diferente…

Alguns elementos dos InteressesPessoais resolveram tentar mudar de local de pesca, enquanto outros voltaram para os mesmos pesqueiros.

No meu caso, ocupei o pesqueiro onde no dia anterior tinha estado o Silva. A primeira captura com medida foi efectuada apenas por volta das 11h, 3 horas depois do inicio da prova, e deveu-se a um acaso/azar!

Depois de ter passado as primeiras 2 horas de prova a tentar fazer a “minha pesca”, resolvi começar então a explorar outras técnicas, na busca da primeira captura. Diga-se que devo ter apanhado peixe praticamente com todas as amostras que experimentei, mas tudo sem medida… Foi então que, por volta das 11 horas, coloco um pequeno crank da CABUA, e ao 5º lançamento, as fatechas ficam enroladas no fio. Quando comecei a recuperação com o carreto, a amostra vinha a efectuar círculos à superfície… e eis que surge o ataque! Um exemplar com cerca de 30cm, que viria a pesar 350 gramas.

Parei por alguns segundos, e lembrei-me daquela expressão que tanto se houve “deixa o peixe dizer o que quer”. Pois bem, aparentemente, queriam uma “crank de superfície”.

“Tenho mesmo o que vocês querem”, lembro eu de pensar enquanto procurava no meu saco pela caixa das amostras de superfície, onde sabia que tinha 2 wakebaits que tinha adquirido recentemente ao amigo Hermínio Rodrigues. Trocar de amostra, 2 ou 3 lançamentos, e capturo o 2º achigã. Este nem o medi, pois era visivelmente maior que o anterior. Na balança totalizou 400 gramas.

Nuno Duarte a libertar um dos 4 achigãs que levou à pesagem na 2ª prova

Nuno Duarte a libertar um dos 4 achigãs que levou à pesagem na 2ª prova

Infelizmente foi sol de pouca dura, e as capturas com medida ficaram-se por aí.

O resto da equipa estava também a sentir as dificuldades, tendo havido elementos que não se conseguiram livrar à grade.

Aqui ficam as classificações da equipa dos InteressesPessoais na 2ª prova:

6º – Nuno Duarte

10º – Pedro Silva

12º – Alberto Nunes

25º – Tiago Ramalho

27º – Nuno Charrua

O pódio da 2ª prova:

1º - Victor Manuel, Mirandela Bass

1º – Victor Manuel, Mirandela Bass

2º - Fabio Cunha, Viseu Bass

2º – Fabio Cunha, Viseu Bass

3º - Grácio Martins, Mértola Bass

3º – Grácio Martins, Mértola Bass

Maior exemplar (2,300Kg): Victor Manuel, Mirandela Bass

Maior exemplar (2,300Kg): Victor Manuel, Mirandela Bass

Na 2ª prova apenas 4 pescadores conseguiram atingir o limite dos 5 peixes, tendo existido 4 grades.

Balanço final

Um momento registado pelo Tiago Ramalho durante a 2ª prova

Um momento registado pelo Tiago Ramalho durante a 2ª prova

Assim, após as 2 primeiras provas do circuito, que totaliza 6 provas, a classificação geral é liderada por Victor Manuel, do Mirandela Bass, com o limite de 5 peixes capturados em ambas as provas, que totalizam 6540 pontos. Segue-se Fausto Leonor, do Crazy Bass, também com o limite de 5 peixes capturados em ambas as provas, que totalizam 3630 pontos. A fechar os 3 primeiros da geral encontra-se o pescador dos InteressesPessoais, Nuno Duarte, com 9 peixes capturados em ambas as provas, que totalizam 3550 pontos. A liderança do maior exemplar do circuito pertence também ao primeiro classificado da geral, Victor Manuel. Podem consultar a classificação_geral_aqui.

Em relação à equipa dos nrwebdesign.com o balanço final destas duas provas não poderia ser melhor!

Apesar de não aspirarmos a nenhum lugar no pódio, terminamos as 2 primeiras provas com dois elementos nos 10 primeiros. Infelizmente, o Nuno Duarte, 3º na geral, não poderá estar presente nas próximas duas provas a realizar em Vilarelhos e Cedães. Em relação aos restantes membros, tudo é possível, pois se é verdade que é difícil capturar achigãs em Vilarelhos, também é verdade que quando isso acontece, regra geral são grandes exemplares, capazes de mudar rapidamente a ordem da tabela classificativa. Quanto a Cedães não me posso pronunciar, pois nunca lá pesquei… Tratou-se de uma alteração de calendário divulgada pela Direcção da BASS Nation Portugal juntamente com a boa notícia de que o jantar de sábado, a dormida de Sábado para Domingo e em principio o pequeno almoço de Domingo são gentilmente oferecidos por entidades oficiais ligadas ao poder local.

Para concluir, deixo-vos algumas fotos de capturas, em nenhuma ordem em especial. Existem mais fotos disponíveis no Facebook da BASS Nation Portugal. Quero ainda deixa o meu agradecimento à BASS Nation Portugal pela cedência das fotos para este artigo.

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus