Lagostins Vilecraw da Biospawn - disponíveis através da www.onefishplus.com

Decorreu no passado fim de semana, 27 e 28 de Setembro, a 3ª e 4ª provas do circuito de margem da BASS Nation Portugal.

Desta vez o circuito levou os mais de 30 participantes até ao norte do país, para pescar na já conhecida barragem de Vilarelhos e na barragem de Cedães, esta última uma novidade no panorama nacional de provas de pesca ao achigã.

Para estas duas provas tínhamos um novo elemento na equipa – Gonçalo Penedo, totalizando assim 6 elementos.

Mais uma vez, a organização esteve excelente, tendo conseguido parcerias com as entidades locais, nomeadamente a Junta de Freguesia de Vilarelhos, Junta de Freguesia de Cedães e Câmara Municipal de Mirandela, tendo daí resultado a estadia gratuita de todos os participantes de sábado para domingo, o jantar de sábado, o pequeno almoço e almoço de domingo.

Também no decorrer das provas tudo se processou de forma exemplar, não tendo havido qualquer incidente a registar, algo a que já nos temos vindo a habituar das provas anteriores.

Troféus 4 prova

As provas

A barragem de Vilarelhos é conhecida por muitos como uma barragem difícil. Não porque tenha pouco peixe, muito pelo contrário – tem muitos e grandes!

No entanto, do que nos tem habituada de outras provas, saem sempre poucos peixes, mas os que saem são grandes. Talvez a dificuldade esteja na clareza das suas águas…

Das provas que já lá fiz, nunca sequer tive um toque! Mas vejo sempre grandes peixes a passearem-se à minha frente. Tem faltado astúcia da minha parte para os conseguir enganar.

Com estas dificuldades em mente, lá seguimos os 6, com esperança de que desta vez iria ser diferente. Era uma altura do ano em que nunca lá tínhamos pescado, e as previsões de chuva poderiam jogar a nosso favor no que toca a dificultarem que o peixe nos visse com facilidade.

Tiago a pesar o seu achigã de Vilarelhos

Tiago a pesar o seu achigã de Vilarelhos

Mas desta vez foi diferente. Pouco menos de uma hora após o começo da prova, o Tiago consegue a primeira captura. Um exemplar com 540 gramas. Não era bem o calibre de peixe que estávamos habituados a ver sair em Vilarelhos, mas era muito melhor que as grades que temos trazido de lá! 🙂

Neste período, lá foram surgindo mais algumas capturas semelhantes, mas eram poucos os pescadores que estavam a ter essa sorte.

Entretanto começou a aproxima-se um trovoada, trazendo com ela o tão aguardado vento e alguns aguaceiros fracos. Foi por esta altura que a grande maioria dos participantes conseguiram as suas capturas, e lá saíram os exemplares maiores.

O Nuno Duarte, da nossa equipa conseguiu capturar com uma marota um bom achigã com 1,400kg e o Vitor Manuel, do Mirandela Bass capturou o maior exemplar da prova, um achigã com 2,180kg.

Nuno Duarte com o 2º maior exemplar do dia - 1,400kg

Nuno Duarte com o 2º maior exemplar do dia – 1,400kg

Aqui ficam os resultados da 3ª prova:

classificacao-3-prova-bass-nation-portugal-2014

Pódio da 3ª prova:

Jorge Pinto - 3º classificado

Jorge Pinto – 3º classificado

Nuno Duarte - 2º classificado

Nuno Duarte – 2º classificado

Vitor Manuel - 1º classificado

Vitor Manuel – 1º classificado

No domingo, e pelo que nos tinham dito, as coisas deveriam ser mais fáceis, visto que a barragem tinha estado interdita à pesca durante o ano de 2013, e em 2014 apenas tinha sido permitida a pesca numa das margens. Esperavam-se múltiplas capturas e ainda menos grades…

No entanto cedo se percebeu que o dia não ia ser fácil. Com as capturas a tardarem em aparecer, muitas foram as que apenas surgiram nos últimos minutos. Foi por exemplo o caso do Nuno, que conseguiu o seu único peixe, de 410g, já na última meia hora de prova.

Nuno Duarte com a única captura da 4ª prova, a menos de 30 minutos do final

Nuno Duarte com a única captura da 4ª prova, a menos de 30 minutos do final

Foi realmente um dia de pesca muito dificil, provavelmente pelo mau tempo que passou por ali durante a noite, e os períodos de chuva do dia anterior. No final, apenas 9 pescadores registaram capturas, e os outros 20 gradaram. Foi precisamente o oposto da prova do dia anterior, onde apenas 6 (incluindo eu) não apanharam peixe.

Quando as picadas estão difíceis o pessoal da equipa do BASSPT não desanima - come!

Quando as picadas estão difíceis o pessoal da equipa do BASSPT não desanima – come!

Aqui ficam os resultados da 4ª prova:

classificacao-4-prova-bass-nation-portugal-2014

Pódio da 4º prova:

Jorge Pinto - 3º classificado

Jorge Pinto – 3º classificado

Claudio Vitorino - 2º classificado

Claudio Vitorino – 2º classificado

Fábio Cunha - 1º classificado

Fábio Cunha – 1º classificado

Fábio Cunha exibe o maior exemplar da 4ª prova

Fábio Cunha exibe o maior exemplar da 4ª prova

Conclusão

Apesar das dificuldades encontradas, e do grande número de grades do dia anterior, julgo que a grande maioria dos participantes ficou satisfeito com mais este fim de semana de pesca ao achigã integrado no circuito de margem da BASS Nation Portugal.

Vista da barragem de Cedães - 4ª prova

Vista da barragem de Cedães – 4ª prova

Tal como já referi no inicio, ficou mais uma vez demonstrado que existe uma alternativa melhor em termos de formato de prova, e a organização esteve exemplar.

A 2 provas do final do circuito, esta é a classificação geral:

Classificação geral após 4 provas

Classificação geral após 4 provas

Dia 18 e 19 de Outubro lá estaremos, na Herdade do Grous para a última jornada de pesca do circuito, e para coroar o primeiro campeão de margem da BASS Nation Portugal!

Até lá, deixo-vos com algumas fotos destas duas provas. Podem ver todas as fotos no Facebook da BASS Nation Portugal.

Todas as provas da BASS Nation Portugal têm cobertura televisiva - as primeiras provas irão passar na RTP2 no próximo dia 5 de Outubro, pelas 15:40

Todas as provas da BASS Nation Portugal têm cobertura televisiva – as primeiras provas irão passar na RTP2 no próximo dia 5 de Outubro, pelas 15:40

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus