Lagostins Vilecraw da Biospawn - disponíveis através da www.onefishplus.com

Já tendo aqui falado de forma genérica sobre o Senko, neste artigo pretendo falar especificamente sobre as formas que acho mais eficazes de pescar com um Senko, pois uma das questões que me colocam com alguma regularidade é “como é que pescas com um senko?”.

Tendo em conta o que vejo aqui na minha zona, e provavelmente isto aplica-se ao resto do país, diria que o senko deve ser provavelmente a amostra mais mal utilizada de entre todas as amostras existentes actualmente no mercado! No entanto, mesmo quando mal trabalhadas, apanham peixe na mesma!

Senkos - técnicas eficazes

Podendo utilizar-se com os mais variados empates e montagens, o que é preciso ter sempre em atenção é que não se deve “trabalhar demasiado” a amostra. Deve-se deixar que ela faço o seu trabalho.

Já tenho visto muita gente que lança para um determinado local, e assim que o senko cai na água, começam a recolher linha, com as mais variadas possibilidades que existem para o fazer. Apesar de conseguirem apanhar alguns achigãs com esses métodos, estão a reduzir bastante a hipótese de apanharem muito mais peixe.

Para mim, a técnica mais eficaz que conheço para pescar com senkos é simplesmente empatados à Texas e sem qualquer tipo de peso.

Senko com anzol empatado à Texas

Senko com anzol empatado à Texas

Depois de devidamente empatado, lança-se o senko para o local onde pensamos que estejam os achigãs. Quando a amostra cai na água, em vez de esticar o fio, deve-se deixar a linha solta. O design único do senko fará com que este afunde lentamente, ma posição horizontal, com a sua cauda a ondular de forma subtil. Caso o fio se encontre esticado, a amostra não irá cair na horizontal, e perderá a sua animação natural. Para ajudar ainda mais a este tipo de apresentação, gosto de utilizar fio de fluorocarbono, pois como é mais denso, afunda mais facilmente. Sinto que se utilizar monofilamento ou entrançado, a amostra não cai perfeitamente na horizontal, pois como esses fios têm tendência a flutuar ou afundar de forma muito lenta, acabam por fazer com que o senko afunde na diagonal.

Se a amostra tocar no fundo sem que tenha ocorrido qualquer ataque, deve-se deixá-la parada no fundo por alguns segundos. Em muitos casos, os achigãs apanham o senko do fundo com este totalmente parado. Caso isso não aconteça, levanta-se a ponta da cana de forma que a amostra saia do fundo. Mais uma vez, devemos permitir que ela afunde com o fio solto, e não esticado. Repete-se este procedimento até que achemos que a amostra saiu da zona de ataque dos achigãs.

Um bom achigã capturado com um Exostick Pro da BioSpawn na cor Brown Gold Flake

Um bom achigã capturado com um Exostick Pro da BioSpawn na cor Brown Gold Flake

Neste pequeno vídeo podem ver melhor como costumo fazer:

 

Outra técnica que também é bastante efectiva e até diria que “está na moda”, é a utilização do senko com empate Wacky. Este empate consiste simplesmente em espetar o anzol no meio do corpo do senko. Existem inclusivamente anzóis específicos para esta técnica. De uma forma genérica, o estilo de apresentar a amostra é semelhante ao do empate Texas sem peso.

Diferença entre o anzol para Wacky e os anzóis mais comuns

Diferença entre o anzol para Wacky e os anzóis mais comuns

No entanto, a grande diferença para o Texas é a adição de mais movimento e animação à amostra.

Ao contrário do empate Texas, que pode ser totalmente à prova de prisões na vegetação e outras estruturas, o Wacky, mesmo quando utilizados anzóis com protecção anti-ervas, não é totalmente à prova de prisões, por isso, em muitos locais não se pode deixar o senko tocar no fundo. Assim, deixo a amostra afundar durante alguns segundos (consoante a profundidade do local onde me encontre), e antes de tocar no fundo, trago-a de volta à superfície, com constantes toques efectuados com a ponteira da cana. Isto permite animar o senko, dando a sensação que está a nadar em direcção à superfície. Depois é só voltar deixar a amostra afundar novamente com o fio solto, para que afunde livremente, e repetir o processo de trazer a amostra à superfície.

Senko montado com empate Wacky

Senko montado com empate Wacky

Além destas duas técnicas, o senko pode ainda ser utilizado com o empate Carolina, drop-shot, como se fosse um jerkbait, entre outras formas. No entanto, na minha experiência estas montagens/técnicas requerem um pouco mais de esforço para serem eficazes, além de ser necessário perceber as bases de cada uma delas.

É esta versatilidade que tornam o senko numa das amostras mais interessantes de entre todos os tipos de amostras existentes para a pesca ao achigã.

Independentemente da técnica que escolha para pescar com senkos, deve permitir sempre que seja a amostra a trabalhar sozinha. Deixe o senko efectuar a sua magia e vai ver que terá muitas alegrias com esta amostra.

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática viciado em pesca ao achigã. Criou o basspt.com para partilhar as suas ideias e experiências de pesca ao achigã, e para colmatar a falta de informação em Portugal sobre esta temática.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus